É importante sofrer, viver, sentir

Quantos processos metabólicos ocorrem a cada fração de segundo no nosso organismo sem que sequer tenhamos consciência disso!

Assim são as centenas de escolhas e decisões tomadas por nós a cada brevidade de momento: olharei para frente ou permanecerei com meu olhar baixo? quanta atenção dedico ao céu neste momento?

Todos estes processos não tão claros à nossa consciência e vigilância são parte importante de nós mesmos e demonstram muito sobre a qualidade momentânea do nosso mundo emocional.

Ora, pois, se uma célula que começa a realizar seus processos de maneira desordenada pode comprometer o organismo como um todo, do mesmo modo, se privilegiamos, a algum nível de inconsciência, emoções de propriedades desarmônicas, arriscamos nossa saúde emocional também como um todo.

Para as células e órgãos, recebemos o aviso de dores e doenças. Para as emoções, o sofrimento é o nosso conselheiro.

Não é que devamos nos apegar ao sofrimento, muito menos lamentar sua útil existência. É que ele tem importante função: despertador.

Se tivermos coragem suficiente para desbravar os próprios labirintos mentais, certamente poderemos detectar a célula-emoção enfermiça e, então, será possível considerar: é este tipo de sentimento que desejo cultivar para minha experimentação da vida, para meu modo de ser no mundo?

Dessa maneira, sem exacerbar o valor do sofrimento e dores, temos a oportunidade de nos conhecer e fazer as pazes com nossa realidade íntima.

Vale lembrar que a resposta a essas perguntas pode ser positiva. Pode ser que: ‘sim, no momento eu quero e preciso sentir raiva do lápis azul que vi cair no chão!’. Uma vez aprendi que o sentimento de raiva tem origem nos mecanismos de defesa – nasce como estratégia de autoproteção. Então perceba que você precisa sentir a raiva do lápis azul maldito, sinta sua raiva e lide como isso.

O lápis azul eventualmente será recolhido e, mesmo se não for, você não vai ter a graça de sua companhia por muito mais tempo, visto que uma hora você precisará ir embora deste lugar.

De todo modo, quando nos esclarecemos e dispomos a experienciar, já nos tornamos um pouco além do que éramos antes – e isto é crescer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s