Cupcakes são assunto para uma próxima reflexão, mas

os sonhos!

Doces coberturas da vida terrena. Se me perguntar: “Qual é o seu maior sonho?”. Eu não sei mais responder. Tenho, sim, incontáveis vontades, exagerados desejos. Desejo coisas que nem mesmo compreendo: a cura da minha mãe, viver em um ambiente de paz, ter tempo, ad infinitum…

Mas os sonhos já foram muitos! Viver de música, ter uma família feliz, ter um grande amor, viajar por vários países do mundo… E, agora, eu fico me perguntando, qual é a enorme diferença? O que coloca algo na condição de sonho ao invés de desejo, ou vice-versa?

Será o sentimento de que a felicidade depende do sonho? Será a ideia de que o sonho é o pedido mais íntimo, mais especial? Não sei. Na minha cabeça, eu consigo entender que um sonho é diferente de um desejo, mas isso tem mesmo lógica, faz mesmo sentido, é mesmo real?

Por mais lindo que um sonho possa ser, e por mais essencial que ele possa parecer, hoje, na condição de sonho, ele é ainda uma ilusão. Pode ser que ele exista em algum futuro inacessível, mas me refiro ao agora. A este momento precioso que disperdiçamos pensando no que não temos e gostaríamos de ter e nos esquecendo do que realmente nos alegra neste instante. A felicidade pode ser um sorriso de 3 segundos, ainda que não seja pela realização de um sonho.

De modo algum me coloco contra os sonhos. Esta linda vontade, unida a muito esforço e resignação, quando realizada traz grandes alegrias – isto é, tão grandes quanto forem os sonhos. Alegrias, estas, que irradiam e às vezes envolvem todo o planeta. Sempre preferi a cobertura à massa, para ser bem sincera, mas há algo diferente em mim.

Se os sonhos estão tão distantes, preciso trazê-los mais perto. Tentar encontra-los no agora. Se tenho sonhos que não são tão fáceis de transportar, não preciso desistir deles, mas não posso deixar que eles me digam como ser feliz. Sonhos, desejos, vontades, anseios… são daqui pra lá.

E aqui, nesta mente capaz de projetar tantas maneiras de ser feliz, sou capaz de achar a felicidade do agora. Honestamente penso que ela, pura, simples e desvinculada de motivos, é algo com o que eu já sonhei um dia.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Cupcakes são assunto para uma próxima reflexão, mas

  1. Continue a sonhar, continue a sonhar. Sonhando conseguimos descobrir coisas sobre nós que quando acordados nem mesmo imaginamos. Percebemos como ainda somos bobos, no momento em que sonhamos com a coisa mais simples, mais infantil (não no uso do termo pejorativo, mas pela idéia da inocência) e isso nós faz incrivelmente feliz.

    Mas…
    Deixa os pesadelos pra lá, tá? xP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s