Ca-bum.

Quero falar, mas o ar falta. O fôlego vai pro espaço. A coragem tão ensaiada se esvai, e me calo. Calamo-nos diante de tantas coisas e erramos. Erramos tanto em nos esconder atrás de máscaras aceitas, erramos mais ainda em aceitar isto.

Que um dia a exposição acontece, é sabido. Não há disfarce tão eficaz que o transforme em outra pessoa. A pessoa que você esconde e tenta ignorar nunca irá a lugar nenhum. Ela é o mais puro você, o mais puro eu. É meu eu que não se explica, mas se entende. É meu eu que nem compreendo, mas obedeço – ainda que lute para não, ainda que finja que não.

Tão amarga é a repressão de si, quando se dá conta. Tantas são as desculpas, os farrapos: “As máscaras protegem, camuflam, me fazem ser parte desse todo no qual não me encaixo”. Tão graciosa é a liberdade, quando se olha daqui.  Acho que, se pudesse escolher ser alguém, escolheria ser eu mesma.

Mas, ah… o poder! Ferramenta estranhamente limitada. Consegue tanto e proíbe tão mais! Inibe tão mais! É uma das três irmandades que raramente entram em consenso: poder,  querer e dever. São três mosqueteiros aos avessos guerreando incessantemente em mim.

Não há paz aqui e também não há sossego. Há cegueira, confusão e perturbação. Porém aquela máscara, minuciosamente escolhida e vestida, começa a se desintegrar. E talvez seja melhor assim.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Ca-bum.

  1. Seria difícil eu ser eu mesmo, levando em conta o fato de eu não fazer idéia de quem sou =P

    Então acho que eu uso uma máscara pois não tenho rosto definido para mostrar =P

    Não te amo!
    ALMA!

    =***************=

  2. Poder, querer, e dever…um por todos, e todos por um???

    Como diria a pitty neh!
    “I had enough of it, but i don’t care”

    Textão!!!

    bjo nina!

  3. Arrasou, como sempre. :D

    Também acho que as máscaras devam cair. Elas nunca trazem felicidade, ou, se trazem, é momentânea. As máscaras não se sustentam para sempre, então, quando enfim elas cairem, a outra pessoa perceberá quem você é e vai ver que tudo era uma farsa.

    É muito melhor ser verdadeiro, por mais que erre, do que usar uma máscara e fingir ser algo que você nunca foi.

  4. Pingback: Tweets that mention Ca-bum. « Lovely. -- Topsy.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s