Do rasgado cetim

Gosto das pessoas tortas. Daquelas erradas, desequilibradas, enfeitiçadas com o mundo ao redor. Aquelas com as quais é tudo ou nada, com as quais não há parada, muito menos estrada que se saiba de cor.

Pessoas de carne e osso, que oscilam entre o desgosto e o prazer sem fim. Têm o mundo aos seus pés, mas pulam pra longe. Pra onde? Não sei, pra ti, pra mim… Aquelas imprevisíveis, indescritíveis, inesquecíveis e insubstituíveis, sim! As que ferem, amam e cuidam. As que não se desculpam por serem assim.

Gosto dos riscos, dos risos, dos vírus! Dos tiros que me atingem e me tiram de mim. Gosto, mas não devia, e tamanha simpatia poderia ser endireitada, enfim. Mas o que é certo nunca foi mesmo meu forte, minha sorte é tropeçar pelo mundo e me encaixar assim. Não me lamento, nem me contento… a verdade é que nego, mas, no fundo… sei bem que torta se aplica a mim.

Anúncios

12 pensamentos sobre “Do rasgado cetim

  1. Não fale que você é torta =P essa palavra é feia =PPPP

    Legal o texto amor xD
    Vc ainda vai ganhar dinheiro com isso =P auhhauhuahua

    Não te amo! Minha vida!
    Minha alma!

    =***********=

  2. Sucesso garota!

    Gosto dessa visão sobre a vida e sobre as pessoas!
    É honesta… no fundo é a forma mais sincera de viver. Porque todo mundo gosta dos tortos, só que a maioria não admite huauhauhaauhhu

    bjo

  3. Nossa Nina, parece até que você escreveu isso ai por mim. É como se eu, Monique, tivesse dito aquilo tudo.

    O que você disse se encaixa em tudo ou praticamente tudo que penso. (:

  4. Muitos leram este texto, mas eu tive a honra de ouvir a própria autora fazendo essa leitura. Porém, não foi uma simples leitura. Foi uma intervenção artística, onde a obra e o seu criador se confundem, e a beleza das palavras se entrelaça com a emoção. Sempre que posso eu acompanho estes belos textos, mas não posso deixar de salientar que este em particular é muito especial pra mim. Todas as vezes que faço a leitura deste texto, leio em voz alta; uma simples tentativa de tentar reproduzir o que eu senti naquele dia!

    Parabéns Marina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s