Ainda

Antes que perceba, sabe chorar

quer seu desejo atendido

aprende a canção de ninar


Antes que perceba, rende-se ao encanto

deixa pra lá o pranto

aprende a andar


Antes que perceba, teme

a onda desmancha o desenho

os fogos viram fumaça

o belo se modifica

os palhaços perdem a graça


Antes que perceba, puxa a barra da saia da mãe

não quer mais ficar exposto

pede colo, pede ombro

pede um sorriso para seu próprio rosto


Antes que perceba, luta

traça planos e ideais

arruma as malas, segue em frente

vai, simplesmente, rumo a objetivos irreais

Antes que perceba, voa.


Antes que perceba, tem companhia

o amor se torna evidente

aprende a admirar o dia

escuta o pássaro a cantar

acha um propósito para a vida

ousa sem titubear


Antes que perceba, faz-se presente

derrama o leite

tropeça na pedra

fere outros e a si

deixa marcas de beijos e cicatrizes

percebe-se singular


Antes que perceba, tudo acaba

a lua se põe

o vento para de soprar

as águas da chuva secam

o sol ofusca o brilho de outras estrelas


Antes que perceba, vive o momento eterno

o ciclo é continuado

as sementes viram árvores

as nuvens se formam

Há chuva e há vida mais uma vez


Persiste assim, ordem de eventos irrevogável;

antes que se pense, se sente

Ainda que não se perceba

Anúncios

2 pensamentos sobre “Ainda

  1. Eu fiquei com dó dos palhaços =(

    Embora eu não entenda 90% de poesia alguma, em nenhum lugar, de qualquer autor…eu percebo que você escreve bem =p

    Ahá, viu só? Eu não vejo o significado da poesia mas percebo que você escreve bem.
    1×0 :D
    =D
    =|

    eu sou podre =(

    Não te amo!
    vida! alma! razão! sentido! muitomaisquetudo!!!

    =************=

  2. Ainda que a gente não perceba, há todo um mundo pela frente, cheio de problemas, gente passando fome e há também aquela gente que quer fazer o bem. Ainda que a gente tente entender o mundo, não vamos conseguir. É tudo muito complexo e vago ao mesmo tempo. E já que não podemos analisar a vida como ela deveria ser analisada, vamos aproveitar tudo que pudermos.

    Devo ter viajado um pouco ao escrever isso, mas eu juro que a culpa é do sono. kkkkkkkkkkkkkkk

    Poema ótimo Nina. É lindo viu. (:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s