Método científico

Hipótese

Ser médico pode ser uma das profissões mais sacanas e divertidas da história.

Fala sério; existe coisa mais sarcástica e sutilmente divertida do que um eufemismo bem bolado? Certamente não pra quem o faz. Sabe aquele tanto de termo médico complicado que você só poderá entender depois de uma pós-graduação em medicina e muitas temporadas de House? Pois bem.  Se você pensava que eles só existiam para que o médico pudesse se gabar do quanto estudou e de que aprendeu uma língua parente perdida de uma variante do hebraico, está muito enganado. Esses termos existem para sacaneá-los. Na verdade, não passam de eufemismos.

Experimentos/Evidências

1. Teremos o conhecimento de uma cena de conversa entre um paciente que acaba de fazer um exame e um médico.

Paciente: E então, doutor, tenho alguma coisa grave?

Dr.: Nada com o que deva se preocupar. Você possui um pequeno nódulo sólido com características benignas, de mais ou menos 1cm de diâmetro, relativamente comum. Neste caso, deverá fazer o controle de seis em seis meses, ou optar por uma cirurguia.

Leia-se: Na verdade, umas células nada amigáveis resolveram sofrer umas mutações desenfreadas, e cresceram até que virassem uma bola de 1cm de diametro no seu corpo. Acontece que elas parecem ter parado de se multiplicar, e, por isso, à bola damos o brilhante nome de nódulo, ou tumor, benigno, que de bom só tem o fato não te fazer mal ainda. De comum, isso não tem nada, mas não é tão grave assim, vai! É extremamente recomendado que você faça o procedimento cirúrgico, mas, para não o deixarmos assustado, te damos a opção de vir aqui sempre ver se ela continua sem te fazer mal benigna.

O paciente sai, aliviado, enquanto o médico se satisfaz por ter enganado tranquilizado mais um.

2. Você consegue ler alguma coisa que seu amigo médico escreve na sua receita? Se consegue, ou você é um deles, ou trabalha pra eles.  Pessoas comuns não conseguem ler receitas médicas.  Qual seria a graça pra os médicos se conseguissem? Nenhuma.

Você vai ao médico achando que tá morrendo e ele te receita Paracetamol. Aí, ele faz todo aquele hieróglifo rabiscado, com um único propósito: para que você jamais descubra que ele te receitou o composto mais comum de remédios contra gripe ever– isso seria muito frustrante para ele. E você sai, feliz da vida, achando que sua saúde será salva pelo remédio-que-o-médico-receitou. 

Conclusão/Resultados

Para mim, a hipótese está mais do que provada. Ela pode até não virar teoria, mas, depois das evidências mostradas e de observações mais atentas do comportamento desses indivíduos, garanto que muita gente irá compartilhar do mesmo pensamento. 

Responsável pelos Experimentos: Marina Barbosa Soares


Anúncios

3 pensamentos sobre “Método científico

  1. Rolei de rir do “Leia-se”.. Mas geralmente é assim mesmo audaeuaueiheahiueahueahdeuaihdaeiuhdiaeu

    E é verdade,pessoas comuns não conseguem ler prescrições médicas,é impossivel! Aquela letra(se é que é letra) é algo do outro mundo ._.

    Mas um dia eu consigo ler..

    Me abre,me fecha me chama de gaveta.. Brinks! Estou te conquistando! UHUDAUEDHIAUEHDUAEDHEIAUHDEAIUHDIAUEHDAIUEHDA
    Desculpa não pude deixar de escrever isso ._.

    Bjundas =*

  2. A lenda diz que médicos escrevem assim pq na faculdade há muita informação para ser copiada, então a letra tende a piorar…

    mas eu acredito mais na teoria de que eles querem que a gente pense que é um super remédio milagroso…auahuhauahuhua

    não te amo!
    mto mais que tudo pra mim!

    ALMA!!

    =**********=

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s